Toninho e Pedrão Em Mais Um Dia de Cão

–      Eu não entendo, Toninho,  o cara começa a namorar e some.

–      Porra Pedrão, completamente normal. Pior é quem emenda um namoro atrás do outro, como o seu irmão sempre fez. Não é possível que ele ame tanta gente assim. Pra mim é comodismo.

–      Calma aí… Toninho. Nem podemos falar muito dos outros. Tudo bem que eu só tive uma namorada, mas você, cara, você tem 30 anos e nunca namorou ninguém. Como poderia dizer que você amou alguém na vida?

–      Claro que amei.

–      Amou?

–      Te amei intensamente.

–      Que papo é esse?

–      Amei cada um de vocês.  Vivi os melhores momentos da minha vida ao lado de vocês. Cada fase que o seu irmão sofria com a namorada dele, era uma que eu curtia ao seu lado.

–      Isso é verdade.

–      Paixão ferida, namoradas… sabe o que elas realmente representam?

–      Não faço idéia.

–      Um comercial de margarina de final infeliz. E só.

–      Mas com que propriedade tu diz isso se você nunca namorou?

–      Calma aí, também não sacaneia. Eu tive minhas paixões, ou você se esqueceu?

–      É verdade. Aquela patinadora foi digna de viver na lembrança.

–      É disso que eu tô falando. Depois que a dor passa, os flashes não duram mais do que cinco minutos em nossas cabeças. É como um comercial barato. Já quando penso na gente, meu camarada, vem aquele longa-metragem invejado pelos piratas mais respeitados e cobiçados pelos covardes que tanto criticam os homens de vida intensa. E eles nunca chegarão lá,  sabe por quê?

–      Nem imagino.

–      Porque tiveram oito, nove, dez namoradas… 

–      Cara, nunca tinha pensado dessa forma.

–      A gente é feliz, amigão. Livre como poucos.

–      É. Pode ser. Mas por outro lado estamos sempre buscando. Um exemplo disso é estarmos aqui, nessa mesa de bar, flertando todas ao nosso redor.

–      Aí é que tá. O que é que a gente ganha com isso? O prazer da conquista. E somos bons em conquistas. Aliás, somos mestres.

–      Mas e depois da conquista, Toninho?

–      Porra, Pedrão. Não faço idéia. Vai perguntar pro teu irmão. Tu tá muito sensível hoje.

–      Não é isso…

–      Então o que é que tá pegando?

–     Esses comerciais de margarina…. são tão envolventes.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Toninho e Pedrão Em Mais Um Dia de Cão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s