Os Anais do Romantismo

– Estava pensando… já que terminou o show, o  que acha de esticarmos um pouco mais?

– Acho uma boa, tô  sem a menor vontade de ir pra casa agora.

– Ok, então deixa comigo.

– Ué, mas você não deveria ter quebrado a direita? Pra onde você está me levando?

– Pra a Urca, minha linda, lá tem uma vista maravilhosa, a gente toma uma cerveja, conversa um pouco mais…

– Fábio, pode parar!

– O que foi? Fiz alguma coisa errada?

– Olha só, eu tenho 36 anos, sou experiente, já vivi muito, trabalho pra cacete pra manter minha independência e me considero extremamente bem resolvida pra ter que aturar esse blá, blá, blá todo.

– Que bla, bla, blá, Claudinha?

– Esse excesso de romantismo. Eu gosto de homem decidido, que diz na cara tudo aquilo que realmente deseja sem ficar fazendo floreio.

– Então tá. É pra ser direto, então?

– Sempre.

– Vai me dar o cu?

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s